10 . 12 . 2021

Injeção de liquidez para pequenas e médias empresas

A modalidade Wimo PJ, que oferece crédito com bens em garantia às PMEs, se diferencia pela baixa taxa de juros e prazo de até 10 anos para pagamento

Trabalhar com produtos de crédito requer três ingredientes fundamentais: força de distribuição, eficiência operacional e parcelas que se encaixem no fluxo financeiro dos tomadores. Esse tripé foi essencial para que, em 2019, a Wiz, em sociedade com a Galápagos Capital, entrasse no segmento oferecendo uma linha mais acessível – e que, desde então, vem colecionando êxitos com a Wimo.

Mais nova entre as opções, com pouco mais de três meses de atuação, a modalidade de crédito com garantia para pessoa jurídica já colhe resultados importantes para o conglomerado. Desde maio, quando começou a operar, a Wimo PJ teve cerca de R$ 100 milhões em crédito demandado, sendo R$ 20 milhões em operações aprovadas. Os dados mostram, com esse movimento inicial, que o segmento tem um forte potencial de crescimento.

Diretor de Produtos da Wiz, Luis Moraes destaca que o ótimo desempenho conquistado em pouco tempo se deve exatamente às três características necessárias para quem trabalha com produtos de crédito. Na Wiz, esse tripé é ofertado graças à capilaridade e força comercial que a rede da Wiz Parceiros possui por todo o Brasil, à operação eficiente da Wiz BPO e sua esteira de pós–venda e a prazos de até 120 meses para os clientes pagarem o crédito. “Nosso operacional, que é extremamente eficiente, consegue se antecipar às tendências de qualquer tipo de demanda”, avalia Luis, ressaltando a complementaridade de soluções que a Wiz oferece.

De norte a sul

Por causa dessa abrangência no campo de atuação (são mais de 23 mil pontos de venda em todo o território nacional) e da eficiência comercial da Wiz Parceiros, a Wimo PJ está presente em todas as cidades brasileiras graças a uma extensa e diversa rede de parceiros. O perfil do tomador de crédito com a Wimo PJ são as empresas de pequeno e médio porte, de todos os ramos, que tenham imóveis – salas comerciais, terrenos, apartamentos, quartos de hotéis e lojas – e estejam enfrentando problemas de escassez de recursos, sobretudo por ser um dos setores mais afetados pela crise do coronavírus.

De acordo com levantamento feito pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) em 2020, foram abertas mais de 600 mil pequenas e micro empresas no Brasil – sendo a maioria, 85% delas, microempresas e pequenos empreendedores respondendo por 15% desse número. Portanto, elas compõem um importante motor de crescimento para a economia nacional.

Um dos principais objetivos da Wimo é propiciar uma solução de crédito para o cliente com necessidade de recursos para um investimento ou endividamento concentrado no curto prazo que tenha uma estrutura patrimonial saudável, necessitando apenas de uma injeção de liquidez ou de um alongamento de dívida. Além das baixas taxas de juros, o prazo de até 10 anos para quitar o empréstimo é outro atrativo quando falamos em linhas de crédito para PMEs. Os créditos disponibilizados vão de R$ 50 mil a R$ 2 milhões, e os empresários têm carência de dois meses. “Dez anos é um prazo longo para a pequena e média empresa conseguir, sem se desfazer dos seus ativos, reorganizar a vida financeira e o fluxo de caixa e, num médio prazo, inclusive, retomar os investimentos no seu negócio e voltar a crescer”, acredita Luis.

Como forma de aumentar ainda mais o campo de atuação, os próximos passos da Wimo são a sua consolidação no mercado, se tornando a marca mais lembrada no apoio financeiro ao pequeno e médio empresário. “Queremos ser referência para o empresário que tenha o seu endividamento muito concentrado num curto prazo”, finaliza o diretor.